Diferenciais

Aqui você encontra uma equipe multidisciplinar preparada para cuidar de cada uma das necessidades de seus hóspedes.

» Suporte médico – Um médico está permanentemente à disposição, preparado para dar suporte e encaminhamento em caso de emergência.
» Enfermeiras e cuidadoras – Na Dolce Vivere o idoso tem à sua disposição uma equipe de enfermeiras e cuidadoras 24 horas por dia.
» Psicólogo – Um psicólogo realiza seções de terapia em grupo, incluindo exercícios para trabalhar a memória e outras técnicas direcionadas ao público idoso. Consultas individuais podem ser feitas, de acordo com a demanda.
» Arteterapeuta – Um profissional da área propõe atividades como artesanato, canto e pintura.
» Fisioterapeuta – Um profissional orienta na realização de exercícios leves, que visam o alongamento muscular, diminuição de dores, melhor circulação sangüínea e condicionamento físico. *Toda atividade física deve ser feita com a orientação de um profissional.
» Nutricionista – Todas as seis refeições diárias, que costumam ser muito elogiadas pelos hóspedes, são elaboradas por um profissional da nutrição, levando em conta as particularidades e necessidades de cada dieta. Há ainda um acompanhamento permanente dos indicadores de saúde dos hóspedes.
» Assistente social – O profissional tem com principal objetivo manter o bem-estar físico, psicológico e social das pessoas. Ele também ajuda a resolver problemas ligados à habitação e saúde.
» Estrutura Física Horizontal – A casa foi construída em um ambiente totalmente plano, sem escadas ou degraus para dar mais segurança e facilitar o acesso e a movimentação dos idosos.

SINTA-SE EM CASA, LONGE DE CASA

Aqui na Dolce Vivere o hóspede sente-se em casa, recebendo um tratamento humano e afetuoso por parte de toda a equipe. Os proprietários estão sempre presentes, são facilmente acessíveis e atendem prontamente às solicitação das famílias. Com a chegada da “terceira idade”, o cansaço natural aliado ao tempo ocioso pode trazer conseqüências desagradáveis aos idosos: de problemas de saúde ligados ao sedentarismo até mesmo a quadros depressivos. A violência e o caos urbano representam um desestímulo para as atividades fora de casa, o que pode contribuir para esses quadros.